02 Out, 2020 16:32

Efeito pandemia faz shopping investir em novos canais

Efeito pandemia faz shopping investir em novos canais

O varejo é um dos setores que mais tem sofrido impacto durante a pandemia. Muitos estabelecimentos tiveram que fechar suas portas, inclusive os shopping centers. Contudo, esse novo cenário tem trazido um efeito positivo, os shoppings estão investindo em novos formatos de compra e em alternativas para que o consumidor se sinta seguro para voltar a frequentar as lojas.

O objetivo de todo esse investimento no setor é dar mais visibilidade aos produtos e utilizar os shoppings como centros de distribuição. Essa estratégia virou unanimidade está sendo levada adiante por diversas companhias. Os shoppings estão desenvolvendo e experimentando projetos que possibilitam aos lojistas vender e entregar seus produtos por diferentes canais, como vendas por WhatsApp e por marketplace, delivery, drive thru e serviços de assistente pessoal de compras.

Para se ter ideia, a B2W, companhia de varejo online, fechou recentemente um acordo com a Ancar Ivanhoe, nossa cliente, para integrar as lojas dos shopping centers ao seu marketplace. Assim, quando o cliente efetuar uma compra online, poderá retirar o produto em uma loja física no shopping – modalidade chamada de "ship from store".

Segundo Glauco Humai, presidente da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), no estudo sobre startups do varejo, Distrito Retail Tech, os aplicativos dos shoppings ganharam ainda mais importância no contexto atual, tornando-se mais personalizados, de acordo com as necessidades e demandas dos clientes.

"Foram mais de 1 milhão de downloads dos nossos aplicativos antes da pandemia. Com a implantação das iniciativas de mobilidade, soluções compartilhadas de entrega para o comércio on-line e a diversificação dos canais de venda, com as novas parcerias, esperamos que o e-commerce passe a representar 3% das vendas totais de nossos lojistas até 2021." É o que contou Marcos Carvalho - presidente da Ancar Ivanhoe, em entrevista à Revista Shopping Centers.

Desse modo, nota-se que, com a queda do varejo físico e o imenso avanço do e-commerce, tem ocorrido uma grande transformação nos shoppings, que passaram a procurar novas formas de vender, expandindo seu modelo de negócios para o comércio digital, numa tentativa de aproveitar seu recente crescimento.